Mais um dia de relógio mais lento… E uma maratona

Uma explicação necessária:

Aqui na Alemanha, um pais capricorniano, as coisas tem planejamento, padrão, lógica.

Existem visitas “mandatórias” ao médico/médica.

Existe a reunião de 4 1/2 anos na escola, onde todas as crianças que completam este idade, recebem uma carta, o governo aponta a escola publica mais perto da sua casa e você leva sua criança pra ser entrevistada/testada por uma professora. A tentativa do governo é perceber se a criança esta se desenvolvendo no “padrão” pra oferecer ajuda pra quando a criança fizer 6 anos e for obrigada a ir pra escola  ela não fique pra trás (Alemanha não permite homeschooling ).

Imagina uma criança que tem pais de países diferentes, ou que se mudou recentemente pra Alemanha e não domina o alemão, vai pra uma sala com a professora e recebe um resultado/comentário no histórico escolar.

Ok, não é o tema principal do post.

+++

Ponho o cidadão pra dormir, como sempre. Um monte de coisas na cabeça, quando chega “a hora” vou pra minha cama, mas tinha tido várias conversas antes e ainda estava processando. Antes de eu pegar no sono, ele abre a porta:

Eu: que foi cara, não conseguiu mais dormir?

Ele: eu tava com falta de você ( eu acho super cute que ele não usa a palavra saudades,  ele faz uma tradução literal da outra língua. cute 😉 )

Pus ele no lado da cama, tem uma grade de proteção do outro canto da cama de casal (adicionada recentemente) . Primeiro de conchinha e logo ele dormiu.

No dia seguinte tínhamos a tal visita dos 5 anos na médica, teria que busca-lo na escola depois do almoço. Pensei: ok Universo, não vou leva-lo pra escola, vou trabalhar de casa de manha e vamos pra medica. ( tipo, ele dorme 99,X% das vezes direto na cama dele; então pra mim “eu tava com falta de você” mereceu uma adequação do dia. Mesmo que já passemos quase 24 horas grudados um no outro….)

No dia seguinte, acordei, fui fazer a vitamina, no meio do caminho ele chega na cozinha:

Eu: e ae ? dormiu na minha cama hoje ?

Ele: é paiê, você sentiu ?

kkkkkkkkk

Eu: como assim camarada, eu te peguei do chão, pus na cama, você estava com a respiração meio tapada, acendi o abajur, coloquei rinossoro no seu nariz, te dei conchinha até você dormir …. claro que eu “senti”, você não subiu quietinho na cama …. kkkkk

Perguntei se ele queria ir pra escola ou ficar comigo, mas com a condição que iriamos ficar em casa, uma vez que eu iria trabalhar. Fico feliz em saber que eu sou escolhido, mesmo com as condições.

Dai sento pra ler os emails do trabalho, ele pra pintar e pra cada passada de caneta: papai, olha isso, olha agora, olha isso ….

Tive que lembra-lo que ele precisaria brincar um pouco sozinho e que incluiria não me chamar de 2 em 2 minutos.

Fomos mais tarde ao supermercado, ele quis pegar a moeda comigo no carro, ir até o carrinho de criança, enfiar a moeda, puxar o carrinho e ir guiando no supermercado. Quando chegamos no caixa, ele tirou as coisas do carrinho e pôs na esteira.

Fiz um mega almoço e fomos pra medica. Ponderei entre carro e ônibus, fomos de busão.

Chega lá a placa da médica não esta mais na porta.  Um papel dizendo que outra médica ficou responsável, mas ela não atende ali, e sim em outro endereço.

WTF ?!?!?!?!?!?!?!

Consulta agendada e confirmada com meses de antecedência. Nem pra ligar e avisar antes ?

E lá fomos nós, de novo , pegar outro ônibus pro outro local. Chegamos lá, tinha nosso nome da agenda, e ninguém tocou no assunto da outra médica.

Tipo: obrigado por ter vindo, apenas reforçando a medica fulana recebeu os históricos de todas as crianças e agora vai ter prazer em cuidar do seu filho …..

A gente se mudou de apartamento em outubro, procurei outro clinico geral perto da nova casa pros adultos, e achei também uma clinica infantil, mas minha esposa disse que preferia levar na medica antiga ( lê-se ela preferia que eu levasse na medica antiga, o que eu mantive) , mas a ” naturalidade” de não avisar por telefone, não dizer nada além de: preciso da carteirinha e cartão padrão alemão XPTO, me fez questionar onde iremos daqui pra frente.

Tudo bem no exame médico, a médica simpática, me deu atenção, respondeu minhas perguntas, me indicou outras coisas.

Detalhe: pediu permissão ao Caio pra encostar no corpo dele e examiná-lo. Mesmo eu tendo pedido pra ela faze-lo antes, com ele ouvindo, claro.

Respira e pega 2 ônibus pra voltar pra casa.

Terminou o dia ? Não!

Corre pra dar banho antes do horário, comer antes do horário, pra nova babá (sim, mas um retorno ao brasil 😦 ) ficar com ele pra eu poder ir na reunião de pais.

Carro, táxi ou busão ?

Lá fu eu bater perna.

Primeiro pai a chegar ( 5 minutos antes da reunião ). Meu ascendente em Áries pira 😉 e o Sol em virgem também.

reunião de pais no próximo post.

Advertisements

One thought on “Mais um dia de relógio mais lento… E uma maratona

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s