Apenas ajude (escrito a 4 mãos)

Ano era 2000, pais era Portugal. Fiz uma pergunta pra um cara que tinha se curado e ensinava o método de cura que ele tinha compilado.

Ele disse: “seja como o Sol, o Sol apenas fornece luz e calor. O Sol não quer saber se as pessoas vão se queimar, ou vão reclamar do calor, ou se vão agradecer.”

Depois disto também reparei que é impossível ajudar quem não quer ser ajudado, e que precisamos respeitar o tempo das pessoas e o julgamento delas. Caso contrário estamos fazendo magia negra, sim se meter na vida do outro sem ser chamado é energeticamente errado.

Falei num post anterior sobre a dificuldade de um virginiano pedir ajuda, com receio de tomar um cano. E sim, nos últimos 2 anos tivemos casos assim.

Ajudas que acertam na mira são:

  • semana que vem vou levar minha filha/meu filho no teatro ou curso de culinária pra crianças, posso levar o seu filho junto ?
  • sim, eu pego esta papelada e resolvo pra você. ( tinha 2 formulários pra preencher, mandei as cópias de toda documentação pra minha mãe e falei: se abraca ! ( ou seja, se vira ))
  • eu não faco mas te indico a pessoa XPTO ( quando não é a pessoa que depois fura … kkk)
  • Prometo que não ofereço comida congelada, nem deixo assistir filme de ninja

 

E é claro que sabemos/sei que as pessoas tem as vidas delas, os problemas delas, então ofertas brasileiras tipo:

  • leva ele lá em casa pra brincar

Como eu vou adivinhar qual dia ? qual hora ? Dai prefiro seguir com a minha vidinha.

 

O mais difícil são as ajudas carregadas de necessidade de cura emocional.

Quantas vezes eu tive que acolher e ouvir a noite, pq uma pessoa tinha “tentado” oferecer ajuda, mas no processo precisava de acolhimento e descarregar a sua bagagem emocional antes de realmente oferecer ajuda ?

Quer ajudar ? Ótimo!

Ofereça a ajuda. E Espere.

Ofereça a ajuda. E Espere.

Ofereça a ajuda. E Espere.

As vezes a pessoa do outro lado até precisa de ajuda mas esta numa correria tao grande que não consegue fazer uma pausa.

É muito comum em empresas, aquela correria, vem um vendedor oferecendo uma solução ótima, mas o dia-a-dia está rolando e alguém de férias, alguém doente e não rola parar pra aprender algo novo.

No meu caso, aceito ajuda, mas não significa que você vai virar meu melhor amigo ou minha melhor amiga. Que se você me mandar uma mensagem sobre outra pessoa que morreu, que eu vou me abracar e chorar juntos, ou qualquer coisa. Não significa que as 6 da manha, quando eu ligar o celular quero receber uma mensagem mandada a meia noite passive-aggressive dizendo que já que não respondi suas longas mensagens então eu estou ignorando ou não gostei e você não vai mais oferecer a ajuda.

E eu digo a 4 mãos, pq eu estive os últimos 2 anos todos os dias lá e sei que foram poucas as pessoas que realmente conseguiram ajudar.

Sim, virginianos são seletivos, chatos. Trate os seus issues emocionais com um profissional, não com a pessoa que você gostaria de ajudar.

 

Eu fui por anos voluntário, chefe escoteiro, fazia como o Sol, estava lá , doava meu tempo, energia, e não cobrava nada. Não fazia por reconhecimento, não exigia atenção, nada. Apenas ia, ensinava, dava exemplo e pronto, era pra mim mesmo, me sentia cansado fisicamente e limpo de alma ( o corpo estava sujo, de suor e lama!)

 

Por muito respeito fica a explicação, ao invés do “vai tomar no ..”

Vou eu lá buscar a ajuda que preciso de outra pessoa.

Paz

 

17022212_1558715167485509_5793677184732623603_n

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s