o primeiro teste ( de muuuitos)

Ontem a sogra iria embora de Hamburgo. No mesmo dia o meu filho ( quase 5 anos) foi convidado pra uma festinha de um amigo da escola.

 

Duvida: segue a rotina que é mais seguro ou deixa uma amiga levar a sogra e leva o filho pra festinha ?

 

Nao demorou muito pra optar por leva-lo, mas chegando na escola a professora veio me dizer que ele tinha arranhado um amigo na escola. Eu respondi pra ela que a avó estava indo embora, então não estava justificando, mas eu entendia se ele tivesse mais emocional e nervoso.

Fomos pra festinha, a regra é clara: bateu em alguém vamos embora direto pra casa.

Chegando na casa do amigo, as festas alemãs são em casa, com um numero pequeno de convidados, geralmente o numero da idade do aniversariante. Neste caso o menino fazendo 5 anos, tem 2 irmãos mais velhos, a mãe dos 3 é solo, e convidou 3 amiguinhos da escola.

Assim como no ano anterior, ao invés de deixar na casa e sair ( como de costume) eu fiquei na sala, e deixei ele brincando com as crianças no quarto. Fomos fazer um caca ao tesouro ( tb sempre comum nas festas aqui) e ajudei a mãe a colocar as crianças numa tirolesa que tinha num parquinho perto da casa deles.

Voltamos pra casa do aniversariante e as crianças quiseram montar o LEGO que o menino ganhou de presente. Meu filho deu o LEGO, meu filho é tarado por LEGO. Mas dai a mãe ficou no meio, pq cada um montaria um pouquinho.

Faltando literalmente 5 minutos pra gente ir embora, a mãe teve que sair pra resolver um conflito no outro quarto e meu filho fica sozinho com um outro. Segundos depois um grito e dois choros. O menino quis arrancar o LEGO da mão do meu filho, que meteu-lhe uma mordida. Um chorando de dor e outro pq sabia que tinha feito a única coisa que faria ele sair ainda mais rápido da festa.

Foram minutos de soluço, colo, pedidos de desculpa e finalmente voltamos pra casa. Pro nosso primeiro jantar a dois, que passou a ser feito na mesa da cozinha , ao invés da mesa da sala ….

A chance de sair um conflito com as crianças era grande, as emoções estavam já  em alta com a partida da vó, mas não achei legal que ele fosse “punido” ainda mais não participando da festa … não foi o fim do mundo, hoje na escolinha brincaram de novo, não arrancou nenhum pedaço 😉

Minha vontade era de dizer: Porra velho, cartão vermelho faltando 5 minutos pra acabar o jogo ?! tava indo tao bem !

Mas disse: tudo bem filho, nesta casa a gente não bate , nem morde, você se comportou bem por muito tempo, fiquei orgulhoso de você, e precisa lembrar de não morder.

 

 

 

Advertisements

One thought on “o primeiro teste ( de muuuitos)

  1. Estou encantada com as escolhas de suas palavras , seu texto enxuto e direto , sem perder a delicadeza .Cheguei há pouco , mas já querendo consumir tudo .Creia-me , a intenção não é somente elogia-lo , e sim deixar expressamente clara minha admiração por um cuidador com tanto respeito por sua cria .
    Mantém acesa a luz desse caminho chamado pais e filhos !.. obrigada por compartilhar seu tempo !

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s