Mais um (re)comeco

Em 2014 escrevi um livro em português sobre Paternidade (pode ser comprado aqui) e também escrevi o mesmo em inglês ( pode ser comprado aqui), contando desde a gravidez até os primeiros dois anos do meu filho.

A diferença entre um livro e um blog é, pelo menos pra mim, que o blog posso deletar  (como já fiz inúmeras vezes) , mas o livro esta publicado, impresso e “materializado”.

Enfim, um pouco mais sobre o livro aqui https://rao003.wordpress.com/

Os últimos 22 meses, foram super em todos os sentidos, super intensos, super de superação, super difíceis e esta história fica entre laços de sangue.

No dia 5 de Janeiro de 2017, me tornei “exclusivamente” um paternando solo.

Como eu menciono no livro, desde o nascimento a única coisa que não fazia era amamentar, e já vinha acumulando diversas funções e tarefas nos últimos meses.

Junto com a materna e feminista, vinhamos fazendo um ótimo trabalho de criação com vinculo, mas se de uma forma escrevi o livro pensando em ajudar outros pais que poderiam ler sobre os desafios e se preparar no caminho, os comentários de algumas mulheres me fizeram pensar em escrever este blog.

Não tenho muita paciência pra discutir sexo dos anjos ( quando eu rezo eu rezo pra minha Anjinha, e tenho um quadro (comprado por amigos e amigas de 3 Anjas no céu)). A internet está repleta de extremos, eu só quero relatar o dia-a-dia de um pai e um filho, vivendo do outro lado do oceano, sem parentes por perto. Numa terra onde a terceirização não é tao grande como no Brasil, ou seja, não tem empregada, babá de uniforme, etc.

Aqui na Alemanha, e felizmente aqui em casa tem bastante automação, então robozinho aspira o chão, maquina de lavar louca, maquina de lavar roupa. ( e vamos ter ajuda humana tb)

Seguimos tomando vitamina com 7+ frutas bio ( orgânicas) de manha cedo, seguimos comendo comida saudável , feita em casa na janta ( o rapaz não gosta da comida na escola e não almoça bem )

Seguimos com vinculo, com amor, com respeito. Apesar de tão difícil na cabeça de tantas pessoas.

  • Como está o fulano ?
  • Coitado do fulano sem a mãe!

Oi? o Paterno aqui sabe fazer compras, cozinhar, dar banho, por pra dormir, dar colo, encher de beijo, dizer EU TE AMO, levar e buscar pra/da escola, ….. goes on.

Não foi a primeira opção, não foi escolha, mas MAKTUB, estava escrito e assim como váaaarias mães solos conseguem , os “meninos” estão bem.

Como eu disse, pondero sempre a minha privacidade, versus a capacidade de ajudar alguém, pensando nisso … vamos ver se o blog sobrevive.

15965777_10154131555426766_4795749326509090843_n

Advertisements

One thought on “Mais um (re)comeco

  1. Acredito que as pessoas fiquem admiradas e consternadas porque não é comum um pai tornar-se Pães…a grande maioria dos pais fogem da raia, algumas vezes tentam, outras já desistem na primeira queimada de comida. Admiro sua força e torço para que seu blog vingue, para ajudar outros na mesma situação!

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s